5G no Brasil: como está a implementação e com impacta sua empresa?

5G no Brasil
TOPdesk Brasil

TOPdesk Brasil

A tecnologia 5G no Brasil promete transformar o mercado como um todo. Afinal, trata-se do mais recente padrão tecnológico para serviços móveis. De acordo com a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) – fonte oficial de informações sobre o leilão 5G – com essa nova tecnologia, as comunicações terão capacidade para transmissão de altas taxas de dados e em baixa latência, com segurança e confiabilidade.

“Ela oferece ampla gama de possibilidades a serem exploradas e vai impulsionar aplicações eficientes no desenvolvimento de serviços para as pessoas e para as mais diversas atividades econômicas”, resume a Agência.

Continue a leitura e saiba mais sobre o atual cenário do 5G no Brasil!

Em novembro de 2021, a Anatel realizou o Leilão do 5G – que configura o início da sua implementação no país. De acordo com o Ministério das Comunicações, com isso, foram estabelecidos diversos compromissos de abrangência (obrigações de atendimento com serviços de telecomunicações) para as proponentes vencedoras. Os compromissos, como por exemplo, atender as capitais dos estados e o Distrito Federal com, no mínimo, uma antena para cada 100 mil habitantes, deve ser realizado até 31 de julho deste ano.

Em seguida, o 5G continuará a se expandir em todo o interior. Porém, isso não significa esquecer o 3G e 4G. A estimativa é de que as três redes vão conviver, dependendo da localidade, estratégia e demanda de cada operadora.

5G no Brasil: primeiro país da América Latina a ter a tecnologia

Embora o Brasil esteja dando seus primeiros passos no mercado 5G, um terço da população mundial já adota a tecnologia há algum tempo. De acordo com uma pesquisa realizada em junho pela operadora do setor de telecomunicações Viavi Solutions, 65 países (ou 31% do mundo), já estão usando a rede.

A pesquisa observou que a China é a região mais conectada ao 5G, com 376 cidades. Em seguida, os Estados Unidos e as Filipinas com 284 e 95, respectivamente. São 1.662 cidades inteligentes no total, 20% das quais se adaptaram à tecnologia nos últimos nove meses.

Contudo, o Brasil é primeiro país da América Latina a implementar o 5G. Entretanto, vale ressaltar que as conexões disponíveis em algumas cidades brasileiras ainda não são consideradas 5G “puro”. Na verdade, é o 5G DSS (Dynamic Spectrum Sharing), que atua como uma transição entre as redes de 4ª e 5ª geração.

TI sentirá forte impacto da rede 5G

Ao longo dos últimos anos vivenciamos uma extrema transformação digital. Isto é, a pandemia do coronavírus acelerou a digitalização que já vinha acontecendo. Porém, diferentemente da situação pandêmica – a qual, segundo o Gartner, 55% dos CEOs (Chief Executive Officers) ou cargos similares em empresas de TI não estavam preparados para o enfrentamento de uma crise endêmica como a de COVID-19 –, sabemos antecipadamente que a rede 5G dará para as companhias um incremento nas relações entre máquinas.

De acordo com o estudo 5G Business Potential, realizado pela Ericsson, até 2030, as receitas decorrentes de digitalização no Brasil deverão totalizar cerca de R$ 391 bilhões. Desse total, R$ 153 bilhões serão impulsionados diretamente pelo 5G. Além disso, a Ericsson prevê que até o ano de 2024 o 5G terá alcançado mais de 40% de cobertura populacional e 1,5 bilhão de assinaturas. O que a tornará a geração mais rápida a ser lançada em escala global.

A maneira como as pessoas trabalham hoje será muito diferente em um futuro muito próximo. O 5G vai causar grande impacto na força de trabalho. Nesse contexto, uma coisa é certa: as empresas precisam se preparar para as mudanças.

Uma das áreas que sentirá o forte impacto da chegada do 5G é a tecnologia da informação (TI). A nova rede vai permitir maior desenvolvimento da internet das coisas (IoT, na sigla em inglês) no Brasil. As empresas poderão aproveitem melhor o trabalho remoto das suas equipes, além da possibilidade de treinar seus funcionários e parceiros com sistemas AR (realidade aumentada) e VR (realidade virtual).

Seu departamento de TI e o 5G no Brasil

Para seu departamento de TI, a tecnologia 5G permite maior integração entre as máquinas. A produtividade do time tende a aumentar bastante com a internet mais rápida. Além disso, o com a tecnologia 5G, os processos se tornam mais seguros, protegendo os dados tratados pelo time de ataques virtuais.

Nesse sentido, é necessário qualificar a equipe para que todos os protocolos de segurança que envolvem a tecnologia 5G sejam seguidos. Com isso, não apenas o trabalho do seu departamento de TI é otimizado, como há melhoria também na experiência dos seus clientes. 

Agora que você já sabe como o 5G pode elevar o seu service desk para o próximo nível e contribuir, inclusive, para os seus clientes, teste grátis e comprove como o software de ITSM e ESM TOPdesk pode ajudar você a organizar seus processos e elevar o desempenho da sua equipe.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Teste nossa solução de Service Desk gratuitamente!

OU

Compartilhe este artigo!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on skype
Share on whatsapp

Artigos Relacionados:

ITSM

Por que adotar uma solução ITSM baseada em nuvem?

O ITSM baseado em nuvem ganha cada vez mais relevância no universo corporativo quando o assunto é melhorar a gestão da empresa. Saiba mais sobre os benefícios das soluções SaaS.